sexta-feira, 27 de setembro de 2013

Paradoxo


Quis ouvir o silêncio
Calar a voz que nada diz
Entre arriscar e ter medo
Preferi ser feliz

Não houve tempo perdido
Indecisão ou pranto
Dentre as pedras no caminho
Vi surgir o acalanto

Não quis choro, nem vela
Nesse meio tempo
Notei que a vida passava
Enquanto estava ali

Parado na janela

Nenhum comentário:

Postar um comentário